cropped-logo_summer_com_efeito.png

Benediction

Release

Com o mais recente álbum em mãos, “Scriptures”, o grupo inglês Benediction, formado atualmente por Dave Ingram (vocal), Peter Rew e Darren ‘Daz’ Brookes (guitarras), Dan Bate (baixo, Monument, ex-Omicida) e Giovanni Durst (bateria, Monument, ex-White Wizzard), segue entregando músicas com a mesma pegada que tornou o death metal um gênero proeminente na década de 90.

 

Criado no início de 1989 das cinzas de Stillborn, primeira formação trazia Barney Greenway (vocal), Brookes e Rew (guitarra), Paul Adams (baixo) e Ian Treacy (bateria), músicos que registraram a demo “The Dreams You Dread”, hoje um clássico no mundo do death metal. Com a ajuda de Mickey Harris (ex-Napalm Death, Scorn), a demo fez com que a banda assinasse com a Nuclear Blast. Assim, o álbum de estreia, “Subconscious Terror”, veio ao mundo e tornou o nome Benediction uma realidade na cena. Como Barney continuou a trabalhar com o Napalm Death, havia problemas de agenda com o Benediction.

 

O vocalista decidiu deixar o Benediction, que ficou pensando em como conseguir um substituto. Então, um encontro casual no Costermongers Pub, em Birmingham, entre Dave Ingram e Peter Rew trouxe, após diversos copos de bebida alcoólica, uma possível solução. Uma audição foi marcada para Dave, que passou com louvor. A banda recebeu um novo sopro de vida e após a integração de Ingram, que obteve êxito com as várias datas no Reino Unido ao lado de Autopsy, Paradise Lost e Bolt Thrower, começou a compor “The Grand Leveller”, lançado em 1991.

 

Depois de vários anos lutando no underground e uma formação estável, vieram “Transcend the Rubicon” (1993) e o não tão violento “The Dreams You Dread” (1995), culminando com o ápice em “Grind Bastard” (1998), quando passou a encabeçar os festivais pela Europa com Hypocrisy, The Kovenant e Children of Bodom, além de um show muito bem sucedido e entusiasmado no Wacken Open Air. Porém, este acabou sendo o último com Dave Ingram, que saiu por motivos pessoais. Mais uma vez estava em busca de um novo vocalista.

 

Após algumas audições, Dave Hunt foi aprovado e já teve seu batismo de fogo tocando em alguns festivais e, depois, estreando em estúdio com “Organised Chaos” (2001). Porém, após “Killing Music” (2008) o Benediction só voltou a lançar um álbum em 2020, com “Scriptures”, que marcou o retorno de Dave Ingram aos vocais. Isto se deu porque Dave Hunt tinha anunciado que se afastaria para terminar o seu doutorado. Assim, com a sua bênção, os músicos decidiram seguir em frente. Bastava apenas um telefonema. “Quando Daz me ligou, foi totalmente inesperado. Conversamos um pouco e então ele me perguntou se eu estaria interessado em um retorno. Assim que ele disse não houve hesitação, eu estava dentro”, conclui Dave Ingram.

 

DISCOGRAFIA:

Subconscious Terror (1990)

The Grand Leveller (1991)

Transcend the Rubicon (1993)

The Dreams You Dread (1995)

Grind Bastard (1998)

Organised Chaos (2001)

Killing Music (2008)

Scriptures (2020)[3]

 

Site oficial: https://benedictionband.bigcartel.com/

Instagram: www.instagram.com/benediction_band/

Facebook: www.facebook.com/Benedictionband/

APRESENTA

cropped-logo_summer_com_efeito.png

Patrocinadores Master

cropped-logo_summer_com_efeito.png

Patrocinadores

cropped-logo_summer_com_efeito.png

Apoio

1

Media Partners

Receba novidades
em primeira mão

Copyrights

Summer Breeze Open Air Festival Brazil Eventos Ltda