cropped-logo_summer_com_efeito.png

H.E.A.T

Release

Criado em 2007 na cidade de Upplands Väsby e baseando sua musicalidade no hard, AOR e melodic rock, o grupo sueco H.E.A.T fará a sua estreia em solo brasileiro. Voltando a contar com quase todos os integrantes originais – Kenny Leckremo (vocal), Dave Dalone (guitarra), Jimmy Jay (baixo), Don Crash (bateria) e Jona Tee (teclado) –, o grupo atualmente promove o álbum “Force Majeure” (2022), seu sétimo de estúdio.

 

O vocalista Kenny Leckremo, que registrou os dois primeiros álbuns, “H.E.A.T” (2008) e “Freedom Rock” (2010), havia deixado a banda em sua fase de maior expansão, já que em 2009 tocara no “Melodifestivalen”, a qualificação sueca para o festival Eurovision, chegando à rodada final com a música “1000 Miles”. Naquela fase, inclusive, o H.E.A.T realizou uma turnê com a banda solo do saudoso Andre Matos na Europa. “Foi uma turnê muito boa, o nosso primeiro grande giro pela Europa. A banda principal era o Edguy, junto com Andre Matos e o H.E.A.T abrindo. Nos divertimos muito com Andre e a banda dele, pois dividimos o mesmo tour bus”, disse à época o guitarrista Eric Rivers, que deixou o grupo em 2016.

 

“Freedom Rock” destacou o single “Beg Beg Beg”, que rapidamente conquistou as paradas suecas, e “Black Night”, com participação de Tobias Sammet (Edguy, Avantasia), que trouxe a faceta AOR com mais ênfase. Porém, quando Leckremo saiu após um show em 27 de julho 2009, o grupo partiu em busca de um substituto. Assim, em 21 de agosto daquele ano, confirmou a entrada de Erik Grönwall, vencedor da versão sueca do talent show “Ídolos” e tido como um grande astro na Suécia. A estreia de Grönwall, hoje no Skid Row, como frontman do H.E.A.T se deu em “Address the Nation” (2012), mantendo viva a chama dos anos 80 e destacando a faixa “Living On The Run”.

 

“Tearing Down the Walls” (2014) não só reafirmou que o H.E.A.T. efetivamente era uma das sensações do hard rock, como fez jus ao que os suecos apresentaram de bom nos discos anteriores, mostrando que o sucesso não subiu à cabeça. Além do single “Mannequin Show”, faixas como “Inferno”, “We Will Never Die” e “Enemy In Me” mostra que os músicos procuram se reinventar dentro do hard e do AOR que praticavam. Na sequência veio o primeiro ao vivo, “Live in London” (2015).

 

Então, dez anos após sua formação, o grupo sentiu que era o momento de arriscar um pouco. Porém, dividiu opiniões quando apostou suas fichas na liberdade artística com “Into the Great Unknown” (2017). Os músicos preferiram sair da zona de conforto, adicionando mais elementos pop, modernizando o seu hard rock através das mãos do produtor Tobias Lindell. “As pessoas não gostam de mudanças, e acredito que é exatamente isso o que acontece com o disco. É preciso dar a ‘Into the Great Unknown’ mais de uma chance, ouvi-lo algumas vezes para se acostumar com ele”, afirmou Erik Grönwall à época em uma entrevista para a revista Roadie Crew.

 

Em 2019, saiu o segundo ao vivo, “Live at Sweden Rock Festival”, que teve um sabor especial, já que foi gravado no maior festival de seu país, o Sweden Rock. Se o melodic rock, AOR, hard rock e pop dos suecos funciona em estúdio, ao vivo a coisa não muda de figura. Por sinal, em vários momentos até empolga mais.

 

Após o ao vivo, a redenção em estúdio veio com o sexto trabalho, “H.E.A.T II” (2020), que rapidamente caiu nas graças dos fãs, especialmente por músicas que marcaram uma volta às raízes, como “Rock Your Body”, “Rise”, “One By One” e “Come Clean”. Tudo parecia caminhar bem, mas após dois shows na Suécia e a participação no “Monsters of Rock Cruise” (EUA) em fevereiro de 2020, conquistando os fãs americanos, veio a pandemia. As datas no Japão foram canceladas e, posteriormente, o mesmo ocorreu com as do Reino Unido e em toda a Europa.

 

Não foi somente isso, pois o H.E.A.T pegou todos de surpresa com o anúncio da saída de Erik Grönwall, que vinha passando por problemas de saúde e deixou a banda em comum acordo durante o seu tratamento para leucemia. Então, em 30 de outubro de 2020, veio o anúncio de que Kenny Leckremo seria o substituto de Grönwall. “É como uma chance de redenção. Estou emocionado por estar de volta e por fazer parte do que o H.E.A.T é hoje. Não mais apenas uma sombra do passado, mas uma força para o futuro. O legado do H.E.A.T continua”, declarou Leckremo, que fez a sua reestreia com “Force Majeure”, lançado em 2022.

 

DISCOGRAFIA:

H.E.A.T (2008)

Freedom Rock (2010)

Address the Nation (2012)

Tearing Down the Walls (2014)

Into the Great Unknown (2017)

H.E.A.T II (2020)

Force Majeure (2022)

 

Site oficial: www.heatsweden.com

Instagram: www.instagram.com/heatsweden

Facebook: www.facebook.com/heatsweden

APRESENTA

cropped-logo_summer_com_efeito.png

Patrocinadores Master

cropped-logo_summer_com_efeito.png

Patrocinadores

cropped-logo_summer_com_efeito.png

Apoio

1

Media Partners

Receba novidades
em primeira mão

Copyrights

Summer Breeze Open Air Festival Brazil Eventos Ltda